Mudança é um processo

18 abr

mudançaprocessoImagem: Fonte

Somos todos um bando de ansiosos. Somos sim. Eu, você, o vizinho, aquela pessoa que sentou ao seu lado no ônibus. Todo mundo. Somos como aquela criança que não consegue esperar sua vez de ser atendida, e fica cutucando e chamando repetidamente ‘mãe’, ‘mãe’, ‘mãe’, ‘mãe’….

Isso não é nossa culpa, necessariamente. Tudo meio que funciona de maneira imediata hoje em dia, com mensagens, emails, notícias a qualquer hora em qualquer lugar, internet com velocidade cada vez mais rápida (por mais que não funcione sempre). E quase sempre queremos fazer tudo ao mesmo tempo. Esperar é um conceito antiquado.

É muito difícil ter paciência nos dias de hoje, falo por experiência própria. Se é algo que eu quero muito então, caramba, eu seria capaz todas as unhas se tivesse este hábito, tamanha é minha ansiedade! Eu tento me controlar o máximo que posso, respirar, meditar e etc. Mas basta um segundo de distração que eu já começo a projetar, analisar e querer apressar a vida toda novamente.

Até que, um dia assistindo vídeos de coaches gringos (sim, assisto vídeos motivacionais no YouTube), eu me deparei com a seguinte frase ‘Change takes time’, e foi como se tivesse encontrado o mapa do tesouro, sabe? kk A partir daí comecei a refletir sobre vários aspectos da minha vida e sobre minhas metas e minha postura diante delas.

A mudança realmente leva tempo para se tornar uma realidade de fato. Não é algo do dia para a noite. Não é porque resolvi ser gentil com todas as pessoas a partir de agora, que isso me torna uma pessoa gentil. Não é porque estudei hoje que sou uma pessoa estudiosa. É a repetição destes atos, dia após dia. Apenas o tempo é capaz de tornar uma mudança algo permanente.

Por isto fazemos planos, criamos metas e sonhamos. Fazemos algo hoje porque a repetição desta atitude formará um hábito que desejamos ter ali adiante. Ou porque a sucessão de diferentes tarefas/metas nos trará um resultado que desejamos a longo prazo. Não é mágica. E para pessoas ansiosas como nós (como eu, pelo menos) este processo é quase uma tortura.

Infelizmente, não há saída a não ser esperar. Tento compreender e sempre me lembrar que a vida nada mais é do que uma sucessão de fases, e observo o progresso que tenho a cada dia, a cada semana e assim por diante. É mais fácil assim. Porque ao focar nas pequenas vitórias eu paro de obcecar com um resultado longínquo, e começo a relaxar e me divertir. E a surtar menos!

A felicidade não está no fim da jornada, e sim em cada curva do caminho que percorremos para encontrá-la. (Autor desconhecido)

 

  • Categorias: Bem Estar | Tags: , , , ,
  • 5 dicas para cultivar o hábito da leitura

    15 abr

    5dicaslerImagem: Fonte

    No início desde mês, uma pesquisa revelou o resultado de que 70% dos brasileiros não leram um único livro durante o ano de 2014 inteiro. Não é uma diferença tão grande se considerar os mesmos dados de 2013, onde 65% da população não havia, literalmente, pegado nos livros. No entanto, seja em 2013 ou 2014, é um resultado triste e alarmante. (É gente pra carai!)

    Nem todo mundo precisa gostar das mesmas coisas, mas a leitura é fundamental para o desenvolvimento pessoal e profissional de qualquer pessoa. Portanto, caso você leia menos de 5 livros ao ano e/ou tenha a vontade ou necessidade de ler mais, vem comigo que este post é para você!

    1. A leitura não precisa começar na infância. Por mais que seja interessante estimular a leitura desde os primeiros anos de vida, isto não acontece com muita gente. Não aconteceu comigo. Até os 19 anos eu sentia preguiça de ler qualquer coisa. Digo, qualquer coisa que não fosse a revista Atrevida e Capricho. Somente a faculdade me fez perceber que eu tinha a necessidade de mudar isso.

    2. Comece com textos pequenos. Vai dizer que um texto de uma folha não parece mais atraente do que outro com dez páginas? Que um com letras grandes não parece mais simples do que outro textos com fonte 10? Pois é. Por isto as revistas são úteis, elas têm textos curtinhos e fáceis de entender. Da próxima vez que você passar no jornaleiro ou tomar um chá de cadeira no médico, experimente ler uma ou duas matérias, em vez de só olhar as belas fotos. Ou então, vá ler um blog. 😀

    3. Escolha temas que te agradem, ou que sejam familiares. Assim que as matérias de revista não te satisfazerem mais, busque algo sobre o qual você queira saber. Que desperte seu interesse, sua curiosidade. Qualquer coisa que você imaginar, tenho certeza que existe material ou livros sobre este assunto. Pode ser algo referente a um hobby, ou à sua área de trabalho/estudo.

    4. Crie desafios. Dizem que demora cerca de 40 dias para uma atividade nova se tornar um hábito, isso se não deixarmos a peteca cair durante este tempo. Sabendo disso, eu criava desafios para mim mesma quando estava começando a gostar de ler. Por exemplo, todos os dias eu leria um capítulo de tal livro. Depois fui aumentando para dois capítulos, três e assim por diante. A vida é corrida e se eu não criasse estas ‘metas’, eu esqueceria hoje, ficaria com preguiça amanhã e arranjaria uma desculpa diferente a cada dia.

    5. Divirta-se! Eu sei que ler pode ser entediante para algumas pessoas. Mas não precisa ser. Ninguém está dizendo que você terá que ficar submerso em uma leitura densa por horas a fios (isso faz até mal pra mente e para as vistas). No entanto, é muito importante parar de encarar a leitura como uma obrigação. Isso vem lá da escola, onde tínhamos que ler algo que não queríamos para fazer uma prova. Só que muitos de nós não está mais na escola, então porque manter a mesma postura? Mude seu olhar e divirta-se diante dos livros.

    Bônus: Depois que vocês tiverem dominado todos os passos anteriores, tentem sair da zona de conforto de vocês, ok? Arrisquem-se em gêneros novos, em autores diferentes, em conceitos e abordagens diversas. Geralmente nossa opinião fica mais definida quando conhecemos todas as opções disponíveis.


    Não deixe de comentar caso você tenha gostado da postagem, isso é muito importante para mim e para o blog. Me conte sobre sua experiência com os livros! E para mandar qualquer dica ou crítica, envie um email para contato@palavrasdestorcidas.com.br.

  • Categorias: Estilo de Vida, Livros, Vida prática | Tags: , , ,
  • Linkagem amiga (10)

    12 abr

    06

    Olá galera! Vamos ver mais uma série de links legais?

     

    De vez em quando acontece algo que nos deixa meio desmotivados, confiando pouco em nós mesmos. Este post é para ser lido sempre que sua autoestima cair e você não se sentir a pessoa incrível que é. 😉

     

    Ninguém é melhor do que ninguém. Disso sabemos muito bem, mesmo que às vezes achemos que nosso ponto de vista é mais acertado ou inteligente. Não é. Enfim, a postagem não busca inspirar nenhuma competição, apenas é um lembrete para nos cercarmos de pessoas que nos inspiram, pessoas que admiramos. E para nos afastar quem nos deixa com a energia lá no fundo do poço.

     

    Post de utilidade pública! Sabe quando o dia passa e parece que não fizemos nada, apesar de estarmos cansados e termos trabalhado bastante? É porque fomos no automático, sem nos importar muito com a atividade e fazendo até duas ou três coisas de uma só vez. Ser produtivo não é estar ocupado o tempo inteiro, é executar atividades que sejam relevantes para você e se dedicar inteiramente a elas pelo tempo que durarem.

     

    Com certeza você já achou graça de uma tradução que não tinha nada a ver, certo? Pois este post está cheio destas ‘pérolas’ para divertir e descontrair vocês. Fica ainda o lembrete de que tradução não é brincadeira e que Google Tradutor não substitui um profissional.

     

    E por último, uma das receitinhas da Fran para deixar vocês com água na boca! Desta vez ela ensina a fazer um mousse de limão super simples de preparar e que parece ser uma delícia. Eu vou testar aqui em casa em breve!

  • Categorias: Blog | Tags: ,