TAG: Comportamento

Sinto que nasci no lugar errado

7 jan



“Às vezes acho que nasci na década errada. Tenho princípios que já se perderam e amo coisas que já não se dá mais valor.” Adélia Prado

Antes de ler o post, ajuda o blog a melhorar respondendo esta pesquisa??

Essa sensação de estar em um lugar errado pode ser mais comum para uns do que para outros, porém acredito que a maioria de nós já a tenha vivenciado. Estou certa?

Quando nos expomos a situações que não condizem muito com a nossa personalidade, sentimos como se algo estivesse fora do lugar, como um quebra cabeça com uma peça que não encaixa de jeito nenhum. Nos sentimos diferentes dos demais, ou que não pertencemos àquele lugar/grupo determinado.

Não há problema algum se sentir assim em situações específicas. É normal. Você apenas não se identifica com determinada coisa. Eu, por exemplo, fico toda esquisita quando vou a churrascos com muito pagode e cerveja. Há muito tempo sei que esse tipo de confraternização não é para mim, e que tá tudo bem. Quando dá, eu evito esse tipo de programa e pronto.

O que quero dizer é que todos nós se sentem estranhos em determinada situação ou local. No entanto, o problema se instala quando tal sensação é permanente ou muito frequente. Muita gente diz que deveria ter nascido em outro país porque tudo da cultura brasileira lhe causa estranhamento (como futebol, carnaval, calor e etc). Outros evitam encontros familiares pela mesma razão.

Neste caso, acredito que existe algo maior acontecendo dentro de você e que está querendo chamar sua atenção.

 

“As vezes penso que nasci no lugar errado,

Que estou no lugar errado,

Que vivo no tempo errado…

 

Mas não estou, pois Deus sempre sabe o que faz.” Andréa Wollenhaupt Petry

 

A verdade é que nós estamos onde devemos e precisamos estar. É sério. Tudo o que fazemos nos traz consequências. Tudo. Nós já sabemos disso, é a lei do colher o que se planta, não? Todas as situações chatas pelas quais você passa, os grupos que frequenta estão aí por causa de ações passadas e/ou porque há algum aprendizado que você ainda não assimilou.

A lógica é a mesma do exemplo do churrasco que dei lá em cima: se você se sente desconfortável onde vive, onde trabalha ou em determinado grupo, é porque sua essência está te dizendo para evitar tais coisas/pessoas. Para buscar se conhecer e ir além. Para buscar o que é melhor para você.

O que não te faz bem não é para você. Se você atualmente está experimentando momentos nos quais sente estar no lugar errado, isso quer dizer que seus atos o levaram até ali porque você tem algo a aprender daquela experiência. É o seu interior chamando sua atenção, levantando a plaquinha de “PARE”, e pedindo que você observe se suas decisões condizem com quem você é.

Dizer que você está onde deveria estar não significa se acomodar. Pelo contrário. Como eu disse anteriormente, acredito mesmo que podemos aprender com tudo no nosso dia a dia, para então poder fazer um amanhã melhor do que o hoje. Basta usar essa energia (nociva) ao seu favor, e transformá-la em gatilho para mudar sua realidade.

Faça isso. Faça logo. Use a energia da insatisfação, da frustração da melhor forma que puder, pois não é raro coisas maravilhosas surgirem de momentos difíceis.

  • Categorias: Bem Estar | Tags: , ,
  • Vídeo: Como não complicar a vida

    28 nov



    04

    Olá galera! Alguma vez vocês já se pegaram tentando complicar a vida? Pelo menos eu já, muitas vezes!

    Inclusive, o Palavras Destocidas foi criado justamente porque eu vivia em uma atmosfera muito negativa e achava que isso se refletia em todas as áreas da minha vida, me fazendo complicar tudo: independente de quanto eu tentasse e me esforçasse para que algo acontecesse, eu esperava o pior resultado.

    No final das contas, tudo sempre dava errado mesmo.

    Daí parei pra pensar: será que precisa ser sempre assim? Será que eu preciso sempre me contaminar com as energias ruins e ter péssimas expectativas? Observando outras pessoas, descobri que não, não precisava. Comecei a perceber o que eu fazia de diferente e que me tornava um imã de pessoas negativas, e fiz (ainda estou fazendo) o melhor possível para não complicar demais a vida.

    Então, baseada nas minhas experiências, eu gravei um vídeo para passar essa descoberta adiante, para encontrar pessoas que também desejam uma vida descomplicada e para plantar uma sementinha positiva no coração e na mente de quem ainda não acredita que é possível.

    Aviso que esta é uma tarefa que precisa ser contínua para não retomarmos os hábitos nocivos de sempre e requer força de vontade. Mas vale muitíssimo a pena.

  • Categorias: Bem Estar, Estilo de Vida | Tags: , , , ,
  • 5 desafios que os tímidos enfrentam

    28 set



    Imagem: FonteImagem: Fonte

    Ser tímido não é fácil não, meu povo! Não importa se a timidez é algo que já faz parte da gente desde que nascemos, ou se surgiu devido a algum acontecimento embaraçoso, não é algo que podemos ligar ou desligar (o que seria muito conveniente, aliás). O que importa mesmo é aprendermos a lidar com ela da melhor forma, e do nosso jeito. Então não adianta mãe, pai, filho, vizinho, papagaio, etc virar e dizer que devemos nos soltar mais. Acredite, NÓS SABEMOS!!

    Eu faço parte do grupo dos acanhados, e diariamente lido com desafios que só quem é tímido entende (ou será que não?). Aí vai o meu top 5! 😀

    1. Entrosar-se em ambiente desconhecido. E não me refiro apenas àquele barzinho com os colegas dos colegas na noite de sábado, ou ao grupo da boate ou da academia. Não. A dificuldade em se enturmar se estende também para o ambiente profissional e acadêmico. Primeiro dia de aula ou em um emprego novo? O tímido está suando só de pensar.

    2. Falar em público. Este aqui assusta até os “mais saidinhos”, né? Imagina ter várias pessoas focadas em você, te observando minusiosamente e analisando tudo o que você vier a falar? A timidez atrapalha muito nesta hora, e é difícil ter concentração e tranquilidade para que o nervosismo não comprometa nosso desempenho em apresentações de trabalhos, palestras ou o que for.

    3. Ser espontâneo. Eu considero essa uma das maiores dificuldades para o tímido que, por definição, teme a avaliação e julgamento alheios. Como então ser espontâneo? Estamos o tempo todo achando que vamos falar besteira, que vamos cometer algum deslize. É uma tarefa difícil, tanto que a maioria só consegue ‘se soltar’ quando confia na outra pessoa.

    4. Conseguir se expressar. Este desafio muitas vezes caminha lado a lado com o de ser espontâneo, mas nem sempre. Às vezes não conseguimos nos defender quando alguém invade nosso espaço e nos desrespeita. Às vezes não conseguimos dizer como nos sentimos. Ás vezes não temos coragem de reclamar o pedido errado no restaurante. E tudo isso dá margem a diversos abusos, onde o outro acha que somos “patetas”.

    5. Lidar com quem não entende a timidez. Logo atrás das pessoas que pensam que somos bobos e tentam nos passar a perna, estão aquelas que acham a timidez engraçada e tentam ‘nos ensinar’ como sermos extrovertidos como elas. Quem dera que fosse fácil assim, né? A sociedade valoriza quem ‘faz barulho’ em detrimento de quem ‘só observa’, portanto não é difícil encontrar alguém por aí que faça piada e ache que pode ‘nos consertar’. A questão é que não estamos quebrados.

    Galera! Gostaram do post? Só para lembrar, sentir um pouco de timidez é normal, principalmente em contextos nos quais nos colocamos em evidência. No entanto, se você passa a fugir de situações por medo, é o caso de pedir a ajuda de um terapeuta. Não é vergonha nenhuma, viu? E você só tem a ganhar, afinal, vai passar a conhecer gente nova, bater papo, e dar um novo rumo para sua vida pessoal e profissional.

  • Categorias: Bem Estar, Estilo de Vida | Tags: , , ,
  • 12